Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

12 JULHO 2018 00:00 Cotidiano
  • Compartilhe

Curiosidades do ES: Quem foi Pedro Nolasco?

A Estação Ferroviária Pedro Nolasco completa 113 anos em 2018, mas você sabe por que ela recebeu esse nome?

Por: Redação Sou ES

vale
Pedro Nolasco foi quem realizou a obra da Estrada de Ferro Vitória a Minas | Foto: Vale

seloQuem passa pela divisa entre Vitória e Cariacica não tem como não vê-la. O mesmo ocorre com quem chega à capital capixaba de ônibus. Estamos falando da Estação Ferroviária Pedro Nolasco que completa 113 anos em 2018. A princípio, ela foi chamada de Estação de São Carlos, mas mudou seu nome oito anos depois de sua inauguração para se chamar Pedro Nolasco. Você sabe por quê?

Pedro Augusto Nolasco Pereira da Cunha, mais conhecido como Pedro Nolasco, foi o engenheiro que realizou a obra da ferrovia. Ele tinha 40 anos quando entregou a estação ferroviária que hoje recebe seu nome. Nascido na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, o engenheiro realizou diversos trabalhos no setor de infraestrutura, ajudando a levantar indústrias, manufaturas, portos, estradas de ferro, empreendimentos da construção civil, entre outros.

De fato, a construção da Estrada de Ferro Vitória a Minas foi um de seus trabalhos mais significativos. Mas ele também participou da construção do Porto de Vitória, em 1900, tendo sido responsável pelos seus primeiros 550 metros. Em 1905, Pedro Nolasco trabalhou dando nova estrutura à Companhia Catalão a Palmas, que passou a se chamar Estrada de Ferro Goyás.

O engenheiro foi, acima de tudo, um grande empresário que contribuiu fortemente para a melhoria da infraestrutura dos centros urbanos, participando de obras nos estados do Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e até na Argentina. No Espírito Santo, ele foi um verdadeiro visionário e constituiu um projeto ferroviário com base em seu verdadeiro objetivo: ligar o norte mineiro ao mar. 

A Estação

trem
Foto: Vale

Oficialmente inaugurada em 1905, a Estação Pedro Nolasco tinha o objetivo inicial de transportar mercadorias da região ao longo do Rio Doce, especialmente a produção de café, pela Estrada de Ferro Vitória a Minas que liga Belo Horizonte a Cariacica.

Hoje, os trens que circulam pela ferrovia também transportam passageiros. São dezenas de estações, que servem para embarque e desembarque, previstos na rota dos trens. Dentro deles, há um carro que funciona como lanchonete, outro para restaurante, carro exclusivo para cadeirantes e ar-condicionado em toda composição. Também existe serviço de bordo em todos os ambientes.

Todos os dias, às 7 horas, sai um trem de Cariacica que chega a Belo Horizonte, em Minas Gerais, por volta de 20h10. No sentido contrário, um trem parte da capital mineira às 7h30 e encerra a viagem aproximadamente às 20h30. Há também um trem adicional que faz o percurso entre Itabira e Nova Era, ambas em Minas Gerais.

As passagens podem ser compradas em diversos pontos de vendas, disponibilizados pela Vale, localizados nos diferentes municípios por onde a ferrovia passa. É possível ainda garantir a viagem comprando as passagens pelo site do Trem de Passageiros.

Estação Ferroviária Pedro Nolasco
Endereço: Avenida Pedro Nolasco, s/n, Jardim América, Cariacica
Telefones: (27) 3333-2444 (informa sobre disponibilidade de passagens) e 0800-285-7000 (informações sobre a ferrovia)
Horário de funcionamento:
Segunda a sábado - 5h30 às 16h
Domingos e feriados - 5h30 às 12h

Curiosidades do Espírito Santo
O Sou ES conta com um selo especial para os textos pertencentes à série “Curiosidades do Espírito Santo”. Os textos e matérias que possuírem esse selo trarão sempre fatos e informações curiosas sobre a origem dos nomes das praças, dos bairros e dos municípios do nosso estado, bem como sobre outras terminologias populares e fatos importantes. O objetivo é colaborar tanto para a valorização da história do Espírito Santo, quanto para a formação de uma identidade local.

Quer sugerir algum assunto para abordarmos aqui no Sou ES? Envie sua dica clicando aqui!

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório