Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

21 OUTUBRO 2013 - 16:19 - Cultura
  • Compartilhe

Filme capixaba questiona relações e intimidade

Fragma, de Eduardo Moraes, é um dos filmes selecionados para o Festival de Vitória - 20º Vitória Cine Vídeo

Por: Leonardo Vais

EDUARDO_MORAES_DIVULGAÇÃO
Fragma é o quarto curta do ator e diretor Eduardo Moraes/ Divulgação

VITORIA_CINE_VIDEO_SELO_SOU_ESVocê conhece verdadeiramente o seu melhor amigo? E o seu namorado? E seus pais, tios e avós? Será que a gente realmente conhece alguém quando afirma que conhece alguém? Estes são alguns dos questionamentos que podem (ou estão? melhor não revelar...) no filme Fragma, do cineasta Eduardo Moraes.

Segundo o diretor do curta-metragem, a história lida com a mente humana. “Sempre fui intrigado do quanto nós seremos eternos estranhos, de fato, uns aos outros, não importando o grau de intimidade que conquistemos. Internamente, não temos noção do que o outro absorve das experiências vividas” analisa o Moraes.

Festival de Vitória - Vitória Cine Vídeo vai exibir 12 filmes capixabas

E vai além. "Fragma é um filme de sensações, intimista, com reviravoltas e informações o suficiente para amarrar sua história, mas que também deixa possibilidades em aberto para o público”.

Dudu – como é conhecido pelos amigos – é um "faz tudo" da sétima arte: no caso de Fragma, além de atuar e dirigir, ele é o responsável por editar, roteirizar e produzir o curta. “Não assumo essas funções de maneira deliberada, tenho exercido profissionalmente cada uma dessas áreas desde a época de faculdade. [...] Quando crio, sinto automaticamente que tenho que proteger aquela obra. Para mim foi essencial ter o controle para chegar até o fim de cada etapa de produção com o domínio dos resultados alcançados. [...] foi um projeto íntimo e pessoal”.

FRAGMA_DIVULGAÇÃO
Eduardo Moraes ao lado do ator Luiz Carlos Vasconcelos nos bastidores de "Fragma"

O elenco – que conta com atores como Luiz Carlos Vasconcelos e Rafael Primot – é um dos grandes destaques do curta. “É um filme de poucas falas, em que muito é dito através das expressões dos atores. Nas mãos erradas, corria o risco de se tornar vazio e raso, a partir da entrada deles sabia que estava na direção certa e que isso nunca iria acontecer” afirma Eduardo, que se aproximou de todos os atores graças à internet, já que não conhecia ninguém antes das filmagens.

Fragma estreia oficialmente dentro do Festival de Vitória – 20º Vitória Cine Vídeo, o que Eduardo define como uma bela coincidência “iniciar a trajetória do filme na minha cidade, lugar onde foi rodado todo o curta, onde mora a maioria dos profissionais envolvidos e de onde saiu seu financiamento” e acrescenta: “É a primeira vez que irei assistir com uma plateia e a primeira vez que a equipe irá conferir o resultado final. Não vejo a hora!”.

*Fragma vai ser exibido no Festival de Vitória - 20º Vitória Cine Vídeo, no dia 28/10 dentro da Mostra Foco Capixaba, a partir das 19 horas, na Estação Porto. 

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório